Grécia

Em Roma, como os romanos, na Grécia, como os gregos.

Voltei há mais de mês da Grécia, onde visitei algumas cidades com a minha querida prima e com duas amigas queridas gregas que conheci em Barcelona.

O roteiro: Thessaloniki, Serres, Atenas e Zakynthos. 2 semanas e 4 cidades. Não sou muito do batidão turístico, sabe, aquele que você vai pra tirar foto e check, próximo ponto! Mas apesar do tempo parecer curto para todas essas cidades e ilha, foi o tempo certo para conhecer com calma as cidades e curtir bem a praia.

Thessaloniki, também conhecida como Salonica, é a segunda maior cidade da Grécia, atrás apenas de Atenas. É a capital da província de Macedônia (quanto a isso, há um desentendimento com os búlgaros, pois eles também se auto denominam Macedônia). Localiza-se à beira mar, mas não tem praia dentro da cidade, e sim um porto importantíssimo. De qualquer maneira, é lindo passear pelo calçadão, por assim dizer, de Thessaloniki. É lá que se encontra a Torre Branca, antigo presídio que ganhou esse nome pois um prisioneiro disse que a pintaria toda de branco e em troca ganharia sua liberdade, adivinhem, conseguiu! Há também muitas ruínas em Salonica, como o arco de Galerio ou Kamara em grego, que foi construído a 2500 anos atrás e se conectava ao antigo palácio dos imperadores. As ruínas aqui não se encontram tão bem conservadas como em Atenas, mas vale a pena. A cidade é super legal, muitos cafés, bares e estudantes (tem muitas universidades, abrigando milhares de universitários provenientes de pequenas cidades da região).

Kamara à noite - Salonica

Como fomos no verão, resolvemos passar um dia na praia e seguimos à região de Haikidiki, onde estão as principais praias do norte de Grécia. É lindo, a noite é agitada, a praia é de areia e a água é quente! Conhecemos rapidamente Polygyros, cidadezinha pequena, não litorânea, mas a 20min da praia e cidade natal de Aristóteles. Bonitinha, nada de espetacular, mas super valeu.

Serres é uma cidade pequena do interior, a razão pela qual eu fui é que é a cidade natal de uma das minhas amigas gregas. Em termos turísticos, muitos restaurantes e baladas muito legais e super transadas a 15min do centro da cidade, além disso, não muito. Mesmo assim, eu amei, nada como estar e conhecer o país com os locais e ainda por cima, duas grandes amigas! De tal maneira que Serres foi uma ótima experiência! Conhecemos outras gregas, amigas da minha amiga, todas simpatissíssimas e contentes em nos mostrar a cidade. Além de que experimentei várias delícias gregas feitas pela avó da minha amiga, uma graça de senhora! A comunicação verbal: impossível, mas sempre se dá um jeito, né? Nada como a linguagem gestual… Foi excelente, fomos muito bem recebidas e sou muito grata a todos eles.

Seguimos então a Atenas. Atenas! Já é praticamente impossível falar de uma cidade em um parágrafo, mas de Atenas é simplesmente inviável, a cultura e a história de seus monumentos é algo impressionante. A mitologia e a filosofia gregas são incríveis e a materialização delas (ou o resto da materialização delas) encontra-se em Atenas, na Acrópole, no Templo de Zeus, na Àgora, no primeiro estádio olímpico. Isso sem falar da Atenas atual, de seu parlamento e de seus bairros, como Exarchia, conhecido também como o bairro anarquista.

Acrópole vista do Estádio Olímpico - Atenas

A Acrópole é simplesmente inacreditável! É incrível como monumentos daquele tamanho, situados em cima de uma pedra continuem lá após todos esses anos, até porque de tempos em tempos tem terremotos na Grécia. Por definição, a Acrópole é o ponto mais alto da cidade e onde se encontra a sede religiosa, os templos aos deuses. Muitas das estátuas que hoje se encontram na Acrópole são, na verdade, réplicas, as originais estão

Anfiteatro na Acrópole

no museu da Acrópole, que é a 5 minutos andando da saída da Acrópole (vale a pena a visita e almoçar lá, preço bom, comida boa e vista privilegiada da Acrópole) ou em alguns outros museus espalhados pelo mundo, como o Louvre. Existe uma espécie de campanha par a a devolução dessas peças à Grécia. A Acrópole é simplesmente incrível e imperdível! Prepare-se para o vento e, se visitarem no verão, para o calor. Dica: não vão de vestido, eu fui, e com o vento não é legal… É onde as ruínas estão melhor preservadas, junto com o primeiro estádio olímpico, mas esse não entra na categoria ruína. Guardem os ingressos da Acrópole pois eles também valem para a Biblioteca de Adriano e para a Àgora romana, esses dois na região de Monastiraki, onde também se encontram as lojas, tanto do comércio local como as grandes redes e lojas de souvenir. Vale a pena conferir! A Àgora, parte política da cidade, onde ocorreu, por exemplo, o famoso julgamento de Sócrates (Diálogos de Platão: Apologia de Sócrates), está sendo atualmente reconstruída. Um ponto turístico que também acho imperdível, junto com todos os monumentos, é o

Pôr do sol visto do topo de Likavitos - Atenas

monte de Likavitos, cogitaram construir a Acrópole lá, mas por razões um tanto quanto evidentes (basta visitar para perceber, é muito íngreme, muito alto e pouco espaço), trocaram de “morro”. Bom, no topo de Likavitos há um café e uma vista absolutamente maravilhosa da cidade, cheguei no fim da tarde e recomendo mesmo irem para ver o pôr do sol, é lindíssimo! Atenas definitivamente é uma dessas cidades que podendo ir, devemos ir uma vez na vida, apesar de ser muito distante do Brasil, é o berço mesmo da civilização ocidental, sem contar que a cultura grega é incrível! Uma coisa que não fazia ideia e que descobri vendo é que a guarda do Parlamento usa saia, como os kilts escoceses, e também tem troca de guarda a cada meia hora, onde tem um pequeno ritual e depois param como

Trocando a Guarda em frente ao Parlamento

estátuas. O serviço militar é obrigatório na Grécia para todos os rapazes e muitos optam por fazer isso para continuarem a morar em Atenas.  Para não escrever um livro, estou tentando resumir ao máximo, mas uma curiosidade que aprendi visitando o primeiro estádio olímpico da História: o nome estádio vem da medida da pista de maratona desse estádio, que em grego era chamado de algo que soa como stadium (não, eu não aprendi meeeeesmo grego).

Last, but not least, Zakynthos! Zakynthos é uma ilha grega que pertence ao arquipélago do mar Jônico, situado entre a Itália e a Grécia, são 7 ilhas, sendo Zakynthos a terceira em tamanho. Lá também convivemos bastante com a família da minha amiga grega e vimos que os laços familiares gregos não são tão diferentes dos brasileiros. De novo, super bem tratadas, maravilhoso! A ilha é linda, a praia é maravilhosa, com areia e água quente. O quê mais pedir? Excelente companhia, gente simpática, lugar maravilhoso, praia e calor. Fizemos um passeio de um dia inteiro a outra ilha: Kefalonia, também maravilhosa! Mas é bom avisar que não é possível nadar nesse passeio, é para ver os lugares lindos, vale muito a pena, só que fica aquele gostinho de quero mais. Um lugar imperdível em Zakynthos é a praia de Navigo, só se chega de barco e é LINDA. Zakynthos é uma ilha relativamente grande, então tem uma área familia e outra bem turística com muitas baladas, os gregos praticamente não frequentam essa área. A ilha é lindíssima e tem muito a oferecer, super recomendo!! Se pudesse, voltava com frequência!

Praia de Navagio - Zakynthos - é tão bonito que a foto não chega nem perto do que é na realidade

Kefalonia

Informações sobre a Grécia:

A comida grega é deliciosa! Não deixem de comer as azeitonas e, claro, a salada grega e mousaka. O que eu provei e recomendo: (atenção: colocarei com o que acho que parece que conhecemos, mas NÃO é a mesma coisa) Mousaka – espécie de lasanha com berinjela; Pasticio – parece bastante com mousaka mas não tem berinjela, os dois pratos são deliciosos; Loukoumi – espécie de pão de batata muitas vezes recheado com queijo feta; Mpougatsa – “folhado” de creme com canela”, Fasoulakia – mistura de carne e vagem, muito muito bom; Souvlaki – porco; Tzatziki – muito típico, iogurte grego com pepino; Trigono de Panorama – folhado de creme, é bem doce; e, claro, o pão pita e o famoso kebab. Provem o café, há grandes variedades de bebidas com o café, gostei de todas que provei.

A Grécia não possui nenhuma indústria, absolutamente tudo vem de fora, sua fonte de renda é basicamente o turismo. De todos os países que visitei, a Grécia foi o que mais me impressionou em termos de desenvolvimento, ou melhor dizendo, subdesenvolvimento. Parece muito o Brasil as vezes, principalmente na sua arquitetura, já que a urbanização se deu nos anos 60, de maneira que os prédios e as casas se assemelham aos prédios do interior do Brasil e de Copacabana dessa data. Não senti a crise como dizem na Espanha (sei que as coisas não estão boas para a Europa, mas sou brasileira, e a Europa ainda está anos a nossa frente em termos de desenvolvimento social), mas a Grécia, essa sim, essa está em crise de verdade. A Europa é muito diversa e heterogênea, mas tem coisas que te fazem sentir na Europa, a Grécia é outra coisa, é União Européia, mas é Grécia.

A Grécia não Antiga

Apesar de não ser desenvolvida como o resto da Europa, foi o único país onde realmente escutei música local, não só escutei uma vez, como todos os dias. O que toca na Grécia são músicas gregas, algumas muitas semelhantes ao pop estadunidense e até mesmo em inglês, mas gregas! Sendo que pude constatar nesses meses que a música popular dos outros países é Lady Gaga e Rihanna. Uma coisa muito engraçada: eles têm versões das nossas músicas, só que em grego! Como Taj Mahal (Jorge Ben Jor), Tchutchuca (Bonde do Tigrão) e Rap das Armas.

Quanto a língua, vale o ditado: isso pra mim é grego. Impossível. O alfabeto é outro e não, não dá pra entender. É uma boa experiência antropológica: como é se sentir analfabeto. Sabemos algumas letras por conta da matemática, mas isso não vai te levar a nenhum lugar. E as pessoas falam pouco inglês, ou seja, se não fossem minhas amigas eu estaria no sal, a não ser em Atenas que é bem turístico ou em ilhas turísticas. Aliás, falando em ilhas turísticas, os gregos dizem que os casais que vão a Santorini, novo hotspot, de lua de mel, se separam e nós cobiçamos tanto esse destino para lua de mel! Engraçado, né?

Two and a Half Men legendado em grego, realmente, super fácil...

O preço é algo positivo, a Grécia é super econômica! O problema é a passagem para chegar lá… Essa sim pode ser astronômica se não olhar com antecedência, até os vôos low cost são relativamente caros. Mas lá dentro é tudo bem mais barato que a Europa, até mesmo mais barato que o Brasil, principalmente Brasília. Uma dica aos estudantes, se quiserem um fast food bom e econômica, larguem o McDonalds (argh) e vão para o Goody’s, rede de fast food grega, é bem gostoso, comi salada e spaghetti a bolonhesa lá (não é só sanduíche e tem também sanduíches no pão pita). Ah, e não estranhem se estiverem em um táxi e o taxista parar para pegar outro passageiro, sim, isso acontece lá.

Outra coisa muito interessante da Grécia são as superstições, são muitíssimas, como o olho grego, para evitar mal olhado, ou o costume de cuspir após receber um elogio para evitar a inveja. Eles têm também costume de ler o café, assim como os turcos (epa, espero que nenhum grego leia isso, afinal são grandes rivais, hehe). A cultura grega é realmente fascinante, desde a Antiguidade até hoje!

Algumas palavras

  • Água = neró
  • Obrigada = efharisto
  • Prazer (mucho gusto) = harika
  • Tudo bem? = ti kanis?
  • Sim = ne
  • Não = oxe (fonética: ojé)
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Grécia

  1. Nine disse:

    AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII o post x)! Retratou mt bem nosso muchilex por terras Gregas x)! Deu até saudade de tudoooo o/! Realmente foi uma experiência MARAVILHOSA! Serei eternamente grata ao convite prima xD! E à hospitalidade das nossas queridas Gregas xD!
    EFHARISTO!
    Beijoooo

  2. Tia Regina disse:

    Julia,

    Vi seu recadinho pra Nine no Face q vc tinha atualizado o blog e resolvi dar uma olhadinha =)
    Adoro o jeito como vc escreve e partilha suas emoções… Dá pra sentir o gostinho q vc teve na viagem =) Fora q foi gostoso ver mais detalhes da viagem de vcs da Grécia!
    Agora vou esperar as emoções de Montpellier =))
    Beijos e divirta-se bastante!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s