Cultura em Barcelona

Barcelona respira cultura em todos os sentidos, desde aquela informal – no sentido de manifestações populares, atividades em parques, música na rua, entre outras manifestações culturais – àquela formal, de museus, salas de estudos, concertos, etc. Infelizmente, com seis meses não dá para mapear todas, aliás, acho que para ir a todos os pontos de cultura fixos e saber dos festivais anuais, acho que pelo menos dois anos e olha lá (bom sinal)! Aqui o que não falta é programa cultural!

Fundació Miró: imperdível!!! Me apaixonei por essa galeria, Miró é simplesmente sensacional! Creio que mesmo os que não são muito fãs da arte contemporânea, gostarão desse museu. Há a exposição permanente, de Miró, e exposições temporais. Vi a do Genius Loci, exposição que reuniu a criação musical de Barcelona dos últimos anos. Gostei muito! Eram dez salas, todas muito bem decoradas e distintas entre si, onde a música e, em alguns casos, o vídeo, não só faziam parte, como eram essenciais à exposição. Quanto às obras de Miró? Incríveis! Programa para uma tarde inteira e você nem sentirá o tempo passar.

MACBA

– MACBA– Museu de Arte Contemporânea de Barcelona: muito bom! Diria que me achei
na arte contemporânea, nenhum lugar melhor pra isso que Barcelona, vai dizer! Vi as exposições temporais: Estás listos para la televisión? – muito legal, mostra como a televisão mudou a cotidiana, o espaço nas casas e seu poder de influência, além de sua história, há vários programas de tv de vários países em exposição, inclusive nosso Glauber Rocha. É possível sentar em frente à cada tv ou tela e passar uma tarde inteira só ali, vendo antigos e atuais programas de tv do mundo todo.

CCCB – Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona: um dos espaços mais legais da cidade!! Ao lado do MACBA. Não há exposição permanente, mas tem televisores com muitas opções de filmes alternativos e artísticos à disposição, para ver todos é necessário ter tempo e voltar várias vezes, muito legal! Assisti apenas um de 11min do Andy Warhol com Velvet Underground. A exposição que vi lá foi La Trieste de Magris, adorei!! Outra coisa que tem é um espaço público para estudos, com livros históricos e de arte à disposição, além de computadores públicos com acesso à internet, em um ambiente muito agradável, com sofás, mesas, boa iluminação e muito bem decorado. Excelente lugar para ir ler um livro ou fazer um trabalho!

CosmoCaixa: museu interativo de ciências. Muito divertido! Levem as crianças,

Crianças se divertindo na CosmoCaixa

excelente forma de se aprender o que ensinam nas escolas de maneira muito repetitiva e monótona. É diversão pra família toda. Minha parte favorita foi a dos experimentos de física, onde se vê porquê avião voa, queda livre no vácuo e na atmosfera, as cores primárias, muito legal! Além de ser um lugar lindo. O Bosc Inundat é impressionante, construíram um bosque com árvores gigantes e um lago com peixes também gigantes, uma espécie de grande aquário, impressionante. Fui também ao planetário: recomendo, só aconselho que testem seus fones de ouvido antes de entrar, o meu estava com problema e acabei assistindo em catalão.

Bosc Inundat - CosmoCaixa

Museu da História da Cidade de Barcelona – parte do conjunto do MUHBA:

Ruínas romanas no Museu da História da cidade

interessantíssimo. Explica muito bem a história de Barcelona, de uma forma muito simples e didática, de maneira que o visitante sai de lá com uma boa noção sem se entediar. Vá com calma, pois o fone de ouvido vale muito a pena. Se não, são apenas mais ruínas romanas, legal nas primeiras, repetitivas nas décimas. Gostei muito, recomendo muito, principalmente aos que vêm passar um tempo na cidade, é importante conhecer um pouco da história de Barcelona. Esse museu contém o maior complexo de ruínas romanas fora de Roma. Trata-se de uma cidade inteira subterrânea, a antiga Barcino, que deu origem a Barcelona. Amantes de história: não deixem de ir!

Sala ciutat

Sala Ciutat Barcelona: espaço da prefeitura dedicado à história da cidade, principalmente à Guerra Civil e o apoio à Madrid. Para quem vem para ficar: visita quase obrigatória. Poucos passam por ali, mas é um espaço muito bom. Tem uma mediateca, onde você escolhe o filme que você quer – todos sobre Barcelona e sua história – aperta play, senta no sofá e assiste num telão de primeira. Não só isso! Tem muitos livros disponíveis sobre a cidade, desde turismo, culinária, moda, arquitetura à história de cada bairro à venda, mas todos com pelo menos um exemplar para leitura no local, que dispões de cadeiras e mesas de estudo, além de computadores públicos e atendentes sempre dispostos a ajudar.

– Tour da Boqueria: adorei! Super vale a pena! Dura em torno de uma hora e meia, a guia é simpatissíssima, fala da história da Boqueria – que é muito interessante – e um pouco da de Barcelona, faz um passeio pelo mercado todo, mostrando cada setor e falando um pouco das barracas, depois ganhamos um suco ou um bolinho de bacalhau. Muito bom! Foi muito legal saber a história da Boqueria e seu funcionamento, por exemplo, vocês sabiam que as barracas são hereditárias? Ofereceram 3 milhões de euros para um dos bares de tapas e eles não venderam. Enquanto uma pequena barraquinha de fruta está querendo fazer o trespasse a 600 mil euros e não acha comprador, já que o dono vai se aposentar e a família não quer continuar o negócio. Comprei pelo atrapalo, mas é possível comprar na Boqueria e por seu site também.

Boqueria vista de cima

CaixaForum: centro de exposições, a entrada é gratuita, sempre tem exposições legais.

Prédio do CaixaForum

Fora isso, o prédio em si é um marco histórico: antiga fábrica Casaramona projetada por Puig i Cadafalch, um dos grandes nomes modernistas junto com Antoni Gaudí. O café é muito bom, tem uma mediateca aberta ao público de segunda à sábado excelente e uma lojinha com muitos livros de artes e várias outras coisas interessantes. E o melhor: isso tudo acompanhado de ótimas exposições! Vi a do Haiti: 34 segundos después – documentário sobre o terremoto ocorrido lá em 12 de janeiro de 2010, é de arrepiar. A de Teotihuacan: direto do México, muito legal. E a El Efecto del Cine. Ilusión, realidad y imagén en movimento: relacionam cinema e sonho, é bem isso mesmo, as projeções são bem surreais, super interessante. Quando visitarem, não deixem de ir no cantinho do segundo andar, na saída da escada rolante, onde explica a história do prédio e fala um pouco da vida de Puig i Cadafalch, arquiteto e figura política muito importante para Barcelona.

Arts Santa Mònica – localizado nas Ramblas já bem perto de Passeig Colon, ao lado da estação de metrô de Drassanes: espaço de exposição de arte. Confesso que não gostei muito das exposições que vi lá, o que não quer dizer que sejam ruins, gostar ou não de algum estilo de arte é algo muito subjetivo. Uma das exposições que vi, a Olor Color, junta o olfato ao visual também, é interessante, mas digamos que o visual não me conquistou… Entrada gratuita.

MNAC – Museu Nacional d’Arte Catalunya: gigante! Arte barroca, romantismo, arte moderna, fotografia e mais um pouco. Interessante, gostei muito do Ramon Casas, mas não iria se não estivesse morando aqui, é gigantesco e a maioria é arte barroca e sacra, que não gosto muito.

Aquário de Barcelona: excelente programa para ir com crianças. Gostei, mas não iria se não morasse em Barcelona, é legal, é um bom aquário, só que nada excepcional. Claro que se você for um amante de aquários, vai adorar! Assim como de peixes e oceanos. O preço é salgado, para estudantes é 15 euros.

Fiquem atentos à programação da cidade porque sempre tem MUITA coisa boa rolando! Difícil é acompanhar e ir a tudo que parece bom!!

Links que podem ser úteis:

  • Articket BCN: dá direito a visitar 7 museus (CCCB, MACBA, MNAC, La Pedrera, Fundació Antoni Tàpies, Museu Picasso, Fundació Miró) por 25 euros e é válido por 6 meses. Vale MUITO a pena!!! Pena que só descobri isso depois de ter ido a mais de metade deles e com pouco tempo para ir às exposições temporárias. Vale para quem vem morar e para quem vem a passeio, só a Pedrera custa 14 euros e o MNAC 10.
  • ServiCaixa: la Caixa é um banco do Estado Espanhol organizador, patrocinador e dono de inúmeros museus na Espanha. Pelo site, pode-se comprar ingressos e entradas a museus antecipadamente, de modo a garantir sua vaga e a não pegar fila. Dica de ouro: compre a Sagrada Família por aqui!!! A fila é quilométrica! Retira-se as entradas em caixas eletrônicos específicos, são amarelos e têm escrito ServiCaixa. É aqui também que se compra o ingresso à Alhambra. Além de que o site funciona praticamente como agenda cultural.
  • Casal de Joves: site com agenda cultural focada para os jovens, mas acho que é interessante para todas as idades.
  • Amigos de los Museos: para turista, não é muito interessante em termos de adesão, achei legal ver a organização e o valor que dão aos museus, coisa que falta no nosso Brasil.
  • Lista de museus que são de graça aos domingos
Anúncios
Esse post foi publicado em Barcelona e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Cultura em Barcelona

  1. Palmira disse:

    Adorei Julia! Seus comentários são valiosos e a leitura é uma delícia. Vou anotar tudo para tentar fazer um pouquinho aí em julho. Saudades, Palmira

  2. Pedro Camargo disse:

    Julia, muito bom. Vou a Barcelona com minha esposa em junho e tenho certeza que suas informações serão muito úteis. Valeu.

    • Júlia disse:

      Que bom, Pedro!
      Tentarei editar e escrever algumas coisinhas a mais de Barcelona nesse mês de maio, vamos ver se consigo fazer a tempo da sua viagem! De qualquer maneira, Barcelona é incrível, acho difícil não gostar… hehe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s