O fim de semana

O fim de semana foi agitado, mas nada fora do normal. Sexta fui a um bar chamado Espit Chupitos, chupitos é dose. Por um lado muito legal, por outro mais ou menos. Muito legal porque tem mais de 100 tipo de doses diferentes e, o mais impressionante: elas são verdadeiramente boas! Eu odeio doses… Tomei o boy scout (recomendo, você ganha um marshmallow, aí ele põe fogo na sua bebida, você derrete o marshmallow e bebe, é muito bom), o choco loco (claro, com chocolate no meio, não tinha como deixar esse passar, bom também) e o harry potter (arrrgh! No me gusto!). Relaxa mãe, eram todos fracos, eles são visualmente bonitos, além de saborosos, como quem vai acaba tomando muito, acho que eles põe pouco álcool, além de tacarem fogo (lembrando as aulas de química: você queima o álcool ou será que ele evapora? Ixi… eu que preciso lembrar dessas aulas). O ponto baixo: turista/gringo place. A língua falada lá dentro é inglês, se achar algum catalão, pague uma dose a ele, sério, porque é one in a million. O lugar também é bem apertado e todos se tumultuam no bar. Acho que vale a visita porque são MUITAS doses, vale conhecer, são diferentes e são bonitas, tem vários enfeites, muito criativos. Uma dica a quem for: NÃO peçam o Monica Lewinsky, é humilhante. Depois fomos à Opium, uma boite na orla, na Barceloneta. Música eletrônica e pessoal mais arrumado, tem gente que gosta, tem gente que não (estou tentando ser neutra), o lugar é grande, bem decorado, e a varanda dá pro mar, o que no verão deve ser excelente! É sempre válido conhecer lugares novos. Uma injustiça: se é pra colocar mulheres de lingerie dançando, favor colocar homens também! Aliás, favor não colocar ninguém de lingerie dançando, porque sempre rola uns homens mais velhos atrás do palco desagradáveis, além de ser… né? A saga da minha volta pra casa encontra-se no post abaixo.

Cardápio de doses do Espit Chupitos do Paseo Colon

Sábado choveu o dia todo. Quem é do cerrado como eu sabe o quanto não sabemos lidar com a chuva e o quanto não estamos acostumados a ter uma chuva constante, simplesmente não parou o dia e a noite toda. De qualquer forma, continuei a minha jornada pela vida noturna de Barcelona, hehe. Hoje foi a vez da Shoko, também estilo Opium, nariz empinado, por assim dizer. São vizinhas e do mesmo dono, também tem uma varanda pro mar (sim, eu gosto de varandas com vista). Foi o after party da Kylie Minogue, teve um show dela no dia, só que sem a Kylie Minogue ou qualquer música dela. Se é pra ser assim, deviam colocar algo como after party do David Guetta, acho que chama mais… Tocou house/tecno/eletrônico, sei lá, essa música que é sempre igual. Mesmo assim super me divertir! Mas definitivamente preciso ir em outros dias tanto na Shoko como na Opium, as noites costumam ser diferentes, e preciso fazer uma análise profunda para dar dicas boas aos futuros viajantes, só pra isso…

Domingo foi um dia liiiindo! Em contraposição ao sábado. Saí com o Brian, um amigo meu inglês que conheci em Buenos Aires há um ano e está morando aqui agora, olha só! Foi ótimo, conheci mais a cidade, ruas e restaurantes legais, andamos bastante pelo Born, que região massa, adorei! Mais tranquila e nativa, se é que me permitem usar essa palavra. Depois fomos à praia, como o dia estava lindo, estava cheia, todo mundo de casaco e uns gatos pingados loucos surfando na água gelada. O dia tava ótimo, fim de inverno/início de primavera. Encontramos com os amigos dele na praia – todos ingleses ou americanos que dão aula de inglês e vivem aqui, a maioria dar aula de inglês como resultado da crise, ficaram sem emprego e oportunidade e viram-se forçado a sair para procurar emprego. A situação é complicada, mas confesso que não consegui sentir pena, viver em Barcelona não é nada mal. De lá fomos a um bar perto da orla chamado Rembrandt, bar holandês, com comida boa (não era holandesa, tinha de tudo) e a um bom preço, além de um excelente ambiente, com um sofá grande onde todos nos acomodamos confortavelmente. Recomendo!

Continuamos o passeio e fomos parar no Bosc de les Fades, um bar ao lado do Museu de Cera. É bem turístico porque a decoração do bar é como se fosse uma árvore por dentro, tem uma musiquinha meio de fada e uns bonecos espalhados. Bom, não é fada fofa não, é até meio creepy, en serio. Mas vale a pena conhecer, é bem diferente e dá numa loja com coisas também bem diferentes. Bom, como tinha aula hoje de manhã, voltei pra casa, cheguei às 22h, sendo que saí às 13h, adoro dias assim, muito bem aproveitados!! Não sem antes pagar o maior mico no metrô com a boca suja de chocolate de um waffle com chocolate que comi (as barraquinhas da Rambla vendem sorvetes, waffles e crepes, delicia!)… e é por isso que eu SEMPRE uso talheres! Não porque tenho classe, mas justamente pela falta dela! Alguém me ensina a comer que nem gente grande por favor??

Prometo que colocarei fotos nos próximos posts! Prometo também que escreverei melhor no próximo… hoje to cansada e a chuva voltou, que desanimo. Vou aproveitar pra estudar francês!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O fim de semana

  1. daniela disse:

    Que otimo fim-de-semana! BCN tem a night quase tao agitada e tao cheia de opcoes como a de BSB, hahaha!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s